FEMININO

Mixto inicia preparação para a disputa do Campeonato Mato-grossense Feminino

Vice-campeão nas duas últimas edições, Alvinegro ficou com o vice-campeonato estadual nas últimas duas edições. Elenco conta com 12 jogadoras de fora do estado

Após bater na trave nas duas últimas edições do Campeonato Mato-grossense Feminino, o Mixto busca um final diferente: levantar a taça de campeão da competição. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o torneio que deveria ter sido realizado no ano passado terá bola rolando em 2021.

O Alvinegro investiu em um time mesclado, de jogadoras aqui que são da baixada cuiabana e também de atletas com experiência por grandes clubes como São Paulo, Corinthians e Nacional-SP.

A atacante Natasha, que veio do Fluminense, faz parte do grupo de 12 jogadoras que vieram de fora de Mato Grosso e está confiante em levantar a taça pelo Mixto.

“Vim de longe e não vim para perder. Com todo o trabalho do treinador, e também pela gana de conquistar, vencer, quero muito conquistar esse título”, disse a atacante do Mixto.

Quem tem a missão de comandar as tigresas é o técnico César Fuscão, que confia no projeto do clube para a disputa do estadual e na possibilidade de manter uma base para a disputa de uma competição nacional.

“O Mixto sempre foi pioneiro no futebol feminino. A filosofia do clube é que o feminino também tem que ser tratado como profissional, e por isso as contratações têm sido de alto nível. Os treinos acontecem em dois períodos, porque o campeonato é rápido e precisamos de foco total”, destacou.

O Alvinegro entra na disputa contra Ação e Dom Bosco. O campeão além do troféu, garante vaga no Brasileiro da Série A2, principal objetivo do Mixto nesta temporada.